COMUNICADO

ASSUNTO: Federação Portuguesa de Pesca Desportiva

As Direcções da Associação Regional do Centro de Pesca Desportiva, da Associação Regional do Norte de Pesca Desportiva e da Primeira Associação Regional de Pesca Desportiva de Rio, vem por este meio e com a maior satisfação, levar ao conhecimento de todos os pescadores desportivos portugueses e clubes, que se realizou no passado dia 26 de Dezembro de 1981 a eleição dos Corpos Gerentes da Federação Portuguesa de Pesca Desportiva.

Mais do que um marco histórico para a nossa modalidade, a eleição dos Corpos Gerentes da F.P. P. D. representa para todos os pescadores desportivos portugueses a realização de uma velha aspiração agora tornada realidade e que certamente irá colocar a Pesca Desportiva Portuguesa no  lugar a que há muito tem direito no panorama do Desporto Português.

Conjuntamente desejamos exprimir o nosso agradecimento a todos quantos quer directa quer indirectamente contribuíram para esta realização bem como esperar que desde os Clubes até aos praticantes todos saibam a partir de agora colaborar e acarinhar aqueles sobre quem recaiu a honra e também a árdua missão de passar a dirigir os destinos da Pesca Desportiva Portuguesa.

(Texto incluído na brochura comemorativa do cinquentenário da FPPD)

Foi a partir da década de quarenta que a pesca desportiva de competição começou verdadeiramente a ser praticada no nosso País, não existindo porém legislação que a regulamentasse, nem normas específicas que a orientassem.

Tornava-se, pois, necessário criar um organismo que pugnasse pelo desenvolvimento da pesca desportiva em Portugal e a representasse, condignamente, junto dos poderes públicos.

Com esse fim foi fundada a Federação Portuguesa de Pesca Desportiva, cujos Estatutos foram publicados no Diário do Governo nº 274, 2ª Série, de 24 de Novembro de 1947.

Por razões que possivelmente terão origem em dificuldades encontradas na eleição dos órgãos sociais para a Federação, foram superiormente cometidos poderes federativos à Associação Regional do Centro de Pesca Desportiva, sediada em Lisboa, que os exerceu até finais de 1981.

Devido a problemas surgidos na gestão desta Associação, efectuaram-se diligências com vista à resolução definitiva do impasse em que se encontrava a Federação, o que veio a acontecer ao elegerem-se os respectivos Corpos Gerentes que iniciaram o seu mandato a partir de 1 de janeiro de 1982.

Até 1977 a pesca desportiva de competição exerceu a sua actividade apenas em território nacional merecendo no entanto especial destaque a realização anual de quatro importantes concursos internacionais de Água Doce que se disputavam em Tomar (Rio Nabão); Leiria (Rio Liz); Torres Novas (Rio Almonda) e Abrantes (Barragem de Belver) onde participavam pescadores estrangeiros que, utilizando técnicas inovadoras, muito contribuíram para a evolução dos nossos praticantes.

Só em 1978 é que uma Selecção Nacional participou pela primeira vez num Campeonato do Mundo da modalidade, acontecimento que teve lugar na Áustria e onde obteve um excelente 8º lugar.